loja virtual
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Muitos mitos rondam os e-commerces, mas a verdade absoluta sobre as lojas virtuais é: elas não param de crescer! O modelo de loja virtual já vinha em crescimento na última década, mas em 2020 as vendas online explodiram. Esse ano o crescimento do setor chegou a cerca de 78%

O principal motivo para o aumento das vendas do setor foi a quarentena imposta pela pandemia de Covid-19. Diante disso, podemos apontar dois motivos para o sucesso das lojas virtuais. O primeiro que podemos citar são as restrições de mobilidade. Com o lockdown, as lojas físicas começaram a adotar o modelo de vendas online.

Ainda por conta das restrições, algumas pessoas migraram para o esquema de home office e, cada vez mais em casa, foi preciso adaptar o espaço para receber a nova rotina de trabalho. Com a percepção dessas novas necessidades, a maioria das compras foi feita de maneira online.

Com isso foi dada a largada para a revolução no comportamento de compra do brasileiro. Tudo, ou quase tudo, passou a ser comprado diretamente pela tela de um celular ou computador. A revolução chegou não só para quem compra, mas também para quem vende, afinal o e-commerce está em constante progresso.

Mas, junto a tantas mudanças, vieram dúvidas e mitos. A ideia de escrever esse artigo foi desmistificar a loja virtual e mostrar que sua loja física pode se tornar online, sim! Continue a leitura e confira os principais motivos do crescimento das vendas e também mitos e verdades sobre o e-commerce.

loja virtual
A primeira loja virtual que surgiu foi a Amazon, que hoje é uma grande potência do setor

Como surgiu e porque cresce tanto?

Antes de falarmos sobre mitos e verdades, vamos voltar um pouquinho no tempo e falar sobre quando surgiu e porque as lojas virtuais fazem tanto sucesso. E claro, trazer informações suficientes para te convencer a migrar sua loja física para o modelo virtual o quanto antes. 

Os primeiros sites de vendas online surgiram em 1995 nos Estados Unidos e foram, nada mais nada menos, que as gigantes Amazon e Ebay. Já no Brasil, no mesmo ano foi lançada a Booknet, comprada pelo Submarino em 1999. Outras duas lojas virtuais que podem ser consideradas pioneiras no país são o Ponto Frio e o Brasoftware.

O ‘segredo’ do sucesso

Falar que existe segredo para o sucesso da loja virtual é mentira. O que existe, na verdade, é muito esforço e persistência. O que também vai te ajudar a migrar para o digital sem grandes dificuldades é ter familiaridade com a internet. Mas calma, não é preciso ser um super expert.

A primeira coisa com a qual devemos nos preocupar é a escolha de uma plataforma. Hoje já é possível encontrar plataformas que atendam as necessidades do seu negócio com investimentos que caibam no seu bolso. Mas, antes de fechar sua escolha, precisamos avaliar se as funcionalidades da plataforma atendem as necessidades da sua loja virtual.

Além do custo-benefício, é preciso avaliar se a plataforma permite integração com os principais meios de pagamento, por exemplo. Outro ponto que não podemos esquecer é o usuário. Sempre pense em como as funcionalidades oferecidas pela plataforma podem ajudar na experiência do cliente de forma positiva.

Se você é daqueles que pensa que seu produto não pode ser vendido em uma loja virtual, está muito enganado. Por conta das exigências de distanciamento social impostas para a prevenção da Covid-19, desde março de 2020 até vídeo aulas de yoga estão sendo vendidas na internet e disponibilizadas em plataformas pagas

Outra informação equivocada é pensar que somente jovens e adolescentes fazem compras online. Segundo informações divulgadas pelo portal Mercado e Consumo, a faixa etária que mais faz compras online é de 36 e 50 anos (32,4%). Em seguida, vem as pessoas que têm entre 26 e 35 (30,8%). Os menores de 25 anos representam 21,3% dos consumidores.

loja virtual e commerce venda online ecommerce - Tag Chat
Dentre os itens mais vendidos nas lojas virtuais podemos destacar os artigos de informática e eletrônicos

Os mais vendidos

Que as vendas por meio de lojas virtuais são um sucesso, isso todo mundo já sabe, né? Mas e o que mais vende? Quais são os produtos que mais se destacaram no último ano? Vamos apresentar agora, por meio de tabela, os nichos que mais se destacaram no setor, bem como os itens mais queridinhos. Confira…

Aparelhos eletrônicos e informáticaSmartphones;
Smartwatches;
Tablets;
Notebooks;
Computador de mesa.
Acessórios para dispositivos móveisAcessórios de informática, como mouse, teclado, headsets, caixa de som;
Monitores;
Peças e Hardware, como memória RAM, SSD, disco rígido;
Impressoras e cartuchos;
Equipamentos de rede, como modem, roteador, repetidor.
Viagens e turismoMalas e bolsas para viagem;
Hotéis e quartos para estadia;
Passagens de avião nacional ou internacional;
Aluguel de carros;
Seguros de viagem.
Moda e acessóriosRoupas gerais, como camisas, calças, vestidos, roupas de frio;
Roupas esportivas;
Roupas sociais;
Roupas de banho;
Vestidos de noiva.
Esporte e fitnessBicicletas;
Futebol e Futebol americano;
Vôlei;
Monitores cardíacos e de desempenho;
Jogos de mesa, como xadrez, poker, dados.
Beleza e PerfumariaPerfumes masculinos, femininos e unisex;
Secadores, produtos e equipamentos para cabelo, como cremes, tintas, pranchas, escovas;
Produtos e equipamentos para maquiagens;
Barbeadores e lâminas íntimas;
Cremes e dermocosméticos.
Serviços e cursos onlineCursos digitais de marketing, vendas, programação;
Webinários e infoprodutos;
Consultoria online em diversas áreas;
Serviços de propaganda e marketing, como agências de marketing digital;
Servidores e serviços de hospedagem de sites.

Quais os “Mitos e Verdades”?

Quando você resolver migrar seu negócio para o mundo digital, muitas dúvidas vão pairar sobre sua cabeça. Algumas sempre foram e não deixaram de ser mentiras das mais deslavadas. Outras até eram verdades, mas com o avanço da tecnologia se tornaram mito. Para explicar melhor, selecionamos os temas mais pertinentes quando o assunto é a migração do físico para o digital. Vem conferir com a gente.

1. O investimento é muito alto

MITO

Desconfie de plataformas que oferecem serviços gratuitos ou com valor muito abaixo do oferecido pelo mercado. No início pode até parecer um ‘bom negócio’, mas geralmente essas plataformas não oferecem qualidade no serviço e muito menos suporte adequado, o que pode vir a gerar muita dor de cabeça no futuro.

Em artigos anteriores falamos sobre a importância de escolher uma plataforma para sua loja virtual. Dentre os pontos que devem ser avaliados, elencamos funcionalidades, o custo-benefício e a possibilidade de integrações com os principais meios de pagamento. Você pode ver algumas plataformas gratuitas por aqui, já as pagas podem ser visualizadas por aqui.

2. É possível divulgar produtos ou serviços sem investir muito

VERDADE

Quando pensamos em marketing digital é fundamental conhecer nosso público-alvo e desenhar a persona. A persona é a representação mais aproximada dos seus clientes, e é a partir dela que você consegue definir quais canais pretende explorar. Depois de conhecer sua persona e saber suas preferências, vai ser mais fácil saber o que ela procura e oferecer produtos ou serviços mais direcionados. Para saber mais sobre o assunto, clique aqui.

Investir pouco não significa colocar nada de dinheiro. Você pode começar a investir nas postagens patrocinadas em redes sociais com um valor baixo. Dessa forma é possível direcionar os post para seu público alvo e ter resultados mais assertivos.

Quando pensamos em redes sociais, podemos abusar das ferramentas e funcionalidades para vendas que elas oferecem. No caso do Facebook temos o Marketplace, o Messenger e os grupos. No Instagram, além de divulgar via Stories e Reels, ainda é possível montar uma loja e integrar os produtos da sua loja virtual

Segundo pesquisas, somente no ano de 2020, um terço das vendas online foi feita ou teve influência das redes sociais. Dá uma olhadinha nos gráficos de crescimento dessas vendas:

loja virtual e commerce ecommerce - Tag Chat

3. Consigo montar minha loja virtual sem ser especialista

MITO

Por mais que não seja impossível montar e alimentar sua própria loja virtual, você vai precisar sim da ajuda de um especialista. Como já foi dito, houve um grande aumento desse tipo de comércio, então para seu e-commerce não desaparecer em meio de tantos outros, é preciso saber como se destacar, por isso a importância do profissional de marketing digital.

4. Loja virtual é “terra sem lei”, não dá pra confiar

MITO

Esse é o maior mito de todos e precisa ser esclarecido o quanto antes. As questões legais das lojas virtuais estão estabelecidas no Código de Defesa do Consumidor. O principal regulamento do e-commerce no Brasil é o Decreto nº 7.962/2013, oferecendo garantias tanto para o vencedor quanto para o consumidor.

De acordo com o Decreto, que entrou em vigor em 2013, algumas práticas essenciais devem ser seguidas para o bom funcionamento das lojas virtuais. Dentre elas, temos:

  • Precisam estar descritas de forma clara todas as informações dos produtos, serviços e do fornecedor, bem como dados como razão social, CNPJ e telefone para contato;
  • Todos os produtos comercializados pelo e-commerce devem ter descrição técnica com informação de cor, peso, tamanho e todas as características essenciais;
  • Disponibilização de um canal de atendimento eletrônico para o consumidor, seja ele por meio de chat ou endereço de e-mail;
  • Informações sobre formas de pagamento, entrega e política de trocas e devolução.

O decreto traz outras especificações e, para ler o documento na integra, basta clicar aqui.

E aí, gostou do conteúdo? Para não perder nenhum texto, basta seguir as redes sociais do Tag Chat e se cadastrar para receber o nosso newsletter.