Social Commerce
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

No artigo de hoje vamos traçar um breve paralelo sobre como a mudança do comportamento de compra dos consumidores ajudou no desenvolvimento do S-Commerce e como uma de suas vertentes, o Social Selling, tem sido usado por empreendedores do mundo inteiro.

social selling
O Social Selling funciona a partir da interação de um e-commerce às mídias sociais

Social Commerce

O surgimento do S-Commerce veio de encontro com a mudança dos hábitos de compra dos consumidores. O comércio social funciona a partir da interação de um e-commerce às mídias sociais. Uma ótima estratégia para quem busca fortalecer a marca e o relacionamento com o cliente. O consumidor interage com o conteúdo, avalia os produtos, o atendimento e ainda deixa comentários.

Uma das vertentes do S-Commerce é a Social Selling. A venda social usa as redes sociais para construir e aumentar o relacionamento com os clientes e, assim, melhorar a efetividade das vendas. Empresas têm recorrido a redes sociais como Facebook, Twitter, Instagram, Blog e até TikTok para a construção dos relacionamentos. É importante deixar claro que, para ter resultados, a linguagem deve ser adequada para cada uma das redes.

Como dar o primeiro passo?

Começar um relacionamento com seu cliente na intenção de servi-lo é uma boa opção para gerar maior confiança, mesmo que ele saiba que sua intenção é, na verdade, vender. A postura de mostrar que você está querendo suprir as necessidades dele, evita que o cliente tenha a reação de ir embora sem ouvir sua proposta antes.

Doe parte do seu tempo ao cliente, converse brevemente sobre sua empresa, conte sobre a missão, visão e valores e forneça dicas sobre sua área de atuação. Oferecer conhecimento é uma forma de quebrar barreiras e gerar empatia.

social selling

Até onde posso ir?

Fornecer indicações ao cliente é uma ação de forte impacto, até mesmo que seja indicar concorrentes. Com isso, você mostra que se importa com a necessidade do seu consumidor, não somente em realizar a venda. É comum empresas se deparem com clientes que não se conectam com a proposta do seu produto ou serviço. A ação imediata é tentar, mesmo assim, forçar a venda a ele.

Mas, a melhor proposta nessa situação, é oferecer outra solução, indicar um produto que se encaixe melhor na necessidade do cliente. O usuário é impactado positivamente e, no futuro, volta a procurar seu e-commerce para comprar seus produtos.

Entregue valor

Personalize seus produtos ou serviços e entregue valor, sempre. A melhor forma de fazer isso é unir o tempo e as necessidades do cliente na primeira abordagem. As redes sociais são espaços de sociabilidade e as marcas estão lá para interagir com as pessoas e criar relacionamentos com o público.

Diferente do que se tem como base, o público das redes sociais não está lá somente para interagir com amigos, eles também buscam novos produtos e serviços, marcas e empresas que admiram e consomem, e até para realizar negócios.

E o B2B?

No caso do B2B, onde empresas vendem para empresas, vendedores precisam estar no lugar e na hora certa para interagir. E não falamos em fazer vendas diretas e incisivas, mas sim em entender o ambiente das redes sociais e como aproveitar o poder da interatividade para se aproximar dos consumidores e gerar mais vendas.

Os vendedores buscam o consumidor que tenham o perfil de cliente que a empresa procura, se aproximam dele para ganhar confiança, curtindo postagens, interagindo em grupos e oferecendo conteúdo de valor para construir credibilidade. Tudo isso sem pressa para fechar vendas.

social selling
Pesquisa revela que 85% das pessoas entrevistadas recomendam marcas que seguem nas redes sociais a amigos e familiares

Mas, e o Social Selling?

Uma das principais funções do Social Selling é fazer o lead evoluir no funil. Para isso, é preciso conquistar a confiança e nutrir o interesse dos potenciais clientes e, assim, construir relacionamento, podendo ajudar seu negócio a fechar mais vendas.

Pesquisa divulgada pela Sprout Social mostra que 89% dos consumidores compram de marcas que seguem nas redes sociais e 85% das pessoas entrevistadas recomendam essas marcas a amigos e familiares. Podemos dizer que esse é um dos benefícios que o Social Selling oferece às empresas e marcas.

O papel do Social Selling é colocar vendedores em contato com consumidores enquanto buscam soluções e posicioná-los, como especialistas, ao fornecer informações que precisam. Saber abordar seu potencial cliente nas redes sociais e criar um relacionamento de valor com ele, aprofunda o relacionamento com o cliente e aumenta suas chances na hora de fechar vendas.

Para te ajudar a dar o primeiro passo em direção ao Social Selling, vamos deixar três sugestões de ferramentas onde as vendas sociais podem ser trabalhadas:

  • Tag Chat – Com a ferramenta é possível conectar todos os canais de comunicação da sua empresa em um único lugar e revolucionar o relacionamento com seu cliente. Ideal para quem tem e-commerce, para saber mais sobre o Tag Chat e fazer um teste gratuito, basta clicar aqui.
  • Seekr – Ferramenta para monitoramento de redes sociais e SAC 2.0. Com ela você pode monitorar termos relevantes ao seu negócio, fazer atendimento de chamados e gerenciar o contato com clientes. Tudo isso integrado.
  • Charlie – Plugin para integração com serviços do Google (Google Agenda) que se posiciona como secretário virtual, enviando briefings e interesses em comum que você tem com aquele lead.

E aí, gostou do conteúdo? Para não perder nenhum detalhe, basta seguir as redes sociais do Tag Chat e se cadastrar para receber o nosso newsletter.