Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Diversos profissionais realizam conferências online e, com isto, além de compartilharem conteúdo de qualidade, conquistam novos leads

Webinar pode ser definido como um seminário ou até mesmo uma apresentação online, feita por vídeo, ao vivo ou gravado. A origem do termo é inglesa, web based seminar, traduzido como seminário realizado via internet. É comum que a audiência faça sua interação via chat ou também deixem seus comentários na publicação, posteriormente, caso fique no ar.  E, geralmente, se dá em plataformas conhecidas de vídeo, como o YouTube, ou em outras que permitam o compartilhamento por uma rede social. Segundo a última pesquisa da Cisco, em 2020, mais de 80% do tráfego da internet se dava por meio dos vídeos.

A primeira etapa antes de produzir um webinar é definir o tempo que será usado para expor seu conteúdo. Para tanto, é importante que seja feita uma análise da buyer, persona de seus negócios. Descobrir quais as dores seu público geralmente tem e juntar tudo isso às necessidades de sua empresa de vender algum produto ou serviço específico.

Você tem que compartilhar conteúdo. Isso é gerar valor. O principal objetivo de um webinar é qualificar e educar leads, a fim de mantê-los engajados na missão, visão e objetivos de uma empresa.

Automação: 3 fluxos para otimizar tempo e reduzir custos

O webinar também pode contar com ações mais direcionadas, que levam o consumidor a comprar um determinado produto ou serviço. Trata-se de um conteúdo mais eficaz para lidar com leads na última fase do funil.

O webinar vem se mostrando uma estratégia cada vez mais eficiente para as empresas engajarem o seu público. De acordo com o relatório Content Trends 2019, esse tipo de material é utilizado por 25% das empresas que investem em marketing.

O webinar apresenta um tema específico, de interesse do seu público e ainda permite que eles interajam via chat, criando um relacionamento com os clientes. Falar com propriedade sobre algo, interagir e conseguir mostrar o valor daquilo que você está falando é, sem dúvida alguma, um fator positivo.

Antes de realizar o seminário online é fundamental pesquisar as informações mais recentes que seu setor oferece, para que seu webinar seja relevante e atualizado. Um bom lugar para começar é pesquisando sua concorrência e outros webinars disponíveis. Faça anotações sobre como eles estão estruturados, os slides que eles usam para ilustrar seus pontos e o que você tem para apresentar de novidade.

O webinar existe para ajudar as marcas a se comunicarem melhor e se mostrarem como referência no segmento em que atuam. O formato desse conteúdo é uma das estratégias que o inbound marketing mais se vale. É uma forma eficiente, barata e eficaz de comunicar algo a alguém. E é, geralmente, feito com mais de uma pessoa. Não é incomum que essas apresentações ocorram com pessoas que sequer estão no mesmo recinto.

Estimule interações ao vivo

shutterstock 1438937498 1 - Tag Chat

Ao vivo ou gravado, não importa como for, você é livre para escolher a melhor forma de realizar seu webinar e propagar seu conteúdo. Quem opta por fazer em tempo real a transmissão, tem à disposição um potencial para interagir e gerar valor para possíveis clientes da sua empresa.

É sempre interessante abrir espaço para perguntas com intuito de esclarecer as dúvidas dos participantes e complementar o conteúdo já exposto. No caso de ser uma transmissão que servirá para geração de leads, agenda-se este evento ao vivo.

De uma forma geral, o webinar é realizado por meio de um software específico ou de um site destinado a essa finalidade.

O webinar é transmitido por uma plataforma específica, a qual terão acesso pessoas que se inscreveram previamente (afinal, é um evento, mesmo que virtual) e é conduzido por quem criou o seminário. O público, obviamente, pode participar e enviar dúvidas pelo chat disponível na própria plataforma.

Se você está buscando uma solução do tipo tudo-em-um, pode transmitir ao vivo no Wix Vídeo, permitindo que você se envolva com seu público em tempo real diretamente do seu site profissional. Você também pode usar plataformas pagas como Demio, GoToWebinar ou Zoom, além do YouTube, para uma opção de transmissão ao vivo simples e gratuita.

É comum os webinars terem duração de 1h, com a parte final aberta para os questionamentos. Ao chamar atenção, conseguir engajamento e responder aos questionamentos, uma imagem de autoridade é criada.

Há vários tipos de webinars, como de apresentação de um serviço ou produto, entrevista, perguntas e respostas, summit (encontro de palestrantes e líderes) e painel em webinar (roda de conversa com diferentes pontos de vista).

Pesquise bem o tema a ser abordado no webinar

É necessário definir um tema que esteja em sintonia com seus objetivos e que seja de interesse do seu público. Uma dica é fazer uma pesquisa por palavras-chave para identificar os assuntos de maior relevância dentro do seu nicho de mercado.

Além disso, não se esqueça de dar atenção ao título da videoconferência, que precisa ser claro e chamativo.

Seja um lead novo ou alguém que já acompanha os seus conteúdos, o webinar é um material rico e, se bem estruturado, pode ser o fator decisivo de compra para o lead.
É importante que você saiba que pode reutilizar o webinar, principalmente para aqueles que não o assistiram ao vivo. Informe a audiência que aquele material ficará disponível para consulta e ofereça àqueles que, por algum motivo, não puderam participar, mas se inscreveram.

Baixo custo torna comunicação no webinar mais viável

Além da vantagem de divulgar o seu conteúdo para qualquer pessoa com acesso à internet, o webinar é uma ferramenta com um significativo baixo custo.
Você precisa apenas de seu computador com uma webcam (ou um bom celular), um microfone (ou, dependendo do espaço físico e ambiente, o próprio microfone do computador ou celular, basta) e uma boa conexão de internet. Você economiza com aluguel de espaço, aluguel de equipamentos, coffee break e deslocamento dos participantes.

Webinar rende mais quando a qualidade dos equipamentos usados é melhor 

shutterstock 1692360436 1 - Tag Chat

Há algumas opções de câmeras para usar no webinar, dependendo do seu formato. Uma apresentação com um único palestrante funciona muito bem com uma webcam daquelas que são plugadas no computador – apenas certifique-se de que ela possa gravar ou transmitir a um mínimo de 1080p HD e 30 quadros por segundo.

Se você está produzindo um webinar gravado previamente, deve fazer a gravação com a melhor qualidade de câmera possível. Você não dependerá do streaming, por isso não há desculpa para usar um tipo de câmera de qualidade inferior. Invista em um microfone USB que seja compatível com o software do seu webinar.

Faça um roteiro do webinar antes de começar a gravar

Crie um roteiro completo para todo o seu webinar. Você pode mencionar fatos curiosos sobre o mercado, estatísticas interessantes e tabelas. Cabe a você definir a quantidade de slides que serão usados, mas eles ajudam a fixar certos pontos, por isso certifique-se de criá-los para as informações mais importantes que você queira destacar.

É recomendável promover o webinar. Este é o momento de escrever seu newsletter, criar banners para colocar no seu site, anunciar seu seminário online com posts exclusivos nas redes sociais e talvez até criar uma landing page dedicada ao seu webinar.

À medida que se aproxima a data do seu webinar, realize ensaios para repassar a experiência completa e evitar imprevistos no dia e horário marcados.

Links pesquisados

www.crmpiperun.com

www.agenciasense.com.br

www.superatualizado.com.br

www.agenciawebnauta.com.br/

www.pt.wix.com/

IoT funciona como um sistema nervoso central

IoT – Internet das Coisas torna objetos inanimados em dispositivos inteligentes Hoje, além do despertador, temos relógios inteligentes que fazem ligação, contagem de passos, enviam